sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

P-38 Lightning Força Aérea Americana

Boa Noite!!! Bem Vamos Entrar em Clima de Natal com esse "vovozão" da Força Aérea Americana, Antes de iniciar-mos a historia dele, eu quero pedir desculpas por ter deixado o blog sem post quase 1 mes, mas estamos reativando, e em breve faremos uns ajustes no BLOG.
O Lockheed P-38 Lightning foi um tipo de caça norte americano que teve participação crucial durante a Segunda Guerra Mundial. Era um aparelho particularmente rápido e eficaz num vasto espectro de situações de guerra.

As unidades iniciais do P-38 apresentavam problemas de compressibilidade quando em operação de mergulho de alta velocidade. Isto se devia à geometria da asa que nesta condição apresentava regiões com ondas de choque e velocidades de Mach crítico o que ocasionava descolamento da camada limite de escoamento.

O principal resultado desta ocorrência é que esta esteira de ar turbulento proveniente da asa chegava aos estabilizadores da aeronave e os deixava inoperantes, não permitindo saída do mergulho. Várias aeronaves foram perdidas devido a este problema. A solução encontrada foi a mudança do perfil da asa na região do intradorso, evitando atingimento de grandes velocidades em operação de mergulho.

* O Lightning participaria na missão destinada a abater o almirante Isoroku Yamamoto sobre Bougainville
* Foi aos comandos deste avião, numa missão ao sul de França, e depois de partir da Córsega, o piloto/escritor Antoine de Saint-Exupéry desapareceu, em 31 de Julho de 1944.
* Os alemães o apelidaram de "The Forked Tailed Devil" (O Demônio de Duas Caudas).


A Força Aérea dos Estados Unidos (USAF, do inglês United States Air Force) é o ramo da aviação das Forças Armadas dos Estados Unidos da América, cuja missão é defender os Estados Unidos e proteger os seus interesses pelo ar e espaço. Foi instituída como órgão independente a partir do Exército dos EUA a 18 de Setembro de 1947.

A USAF é a maior e tecnologicamente mais avançada força aérea do mundo, com cerca de 6013 aviões tripulados em serviço (4.282 USAF, 1.321 Guarda Nacional Aérea e 410 da Reserva da Força Aérea), aproximadamente 160 veículos aéreos não tripulados, 2161 Misseis de cruzeiro de lançamento por ar e 500 Mísseis Balísticos Intercontinentais[2] , e por 30 de Setembro de 2006 possuía 334.200 militares no serviço activo, 120.369 nas Reservas Prontas Seleccionadas e Individuais e 107.000 na Guarda Nacional Aérea. Existem ainda 10.675 militares adicionais na Reserva para além dos 168.558 empregados civis.

domingo, 22 de novembro de 2009

HH-65 Dolphin Guarda Costeira dos Estados Unidos


Boa Noite!!!

Depois de Tanto tempo sem postagem, trago a vocês uma novidade, nosso primeiro helicoptero...

O HH-65 Dolphin é um bimotor, único rotor principal, MEDEVAC-capaz, de Busca e Salvamento (SAR helicóptero) operados pela United States Coast Guard (USCG). It is a variant of the French-built Eurocopter Dauphin . É uma variante do francês construído Eurocopter Dauphin.
O HH-65A do equipamento mínimo necessário ultrapassado nada previamente embalados em um helicóptero com peso de menos de 10.000 libras. 75% of the HH-65's structure — including rotorhead, rotor blades and fuselage — consists of corrosion-resistant composite materials. 75% do HH-65 na estrutura - incluindo Rotorhead, pás do rotor ea fuselagem - consiste resistente à corrosão de materiais compósitos. Some Coast Guard pilots have nicknamed the Dolphin as "Tupperwolf" , a portmanteau of tupperware (because of the aircraft's high composites content) [ 2 ] and Airwolf (from the 1980s TV series). Alguns pilotos da Guarda Costeira ter apelidado o Dolphin como "Tupperwolf", uma valise de tupperware (por causa do conteúdo da aeronave compósitos de alta) [2] e Airwolf (da série de TV de 1980).

Also a unique feature of the Dolphin is its computerized flight management system, which integrates state-of-the-art communications and navigation equipment. Também uma característica única do Golfinho é seu sistema de gestão informatizada de vôo, que integra o estado-da-arte de comunicações e equipamentos de navegação. This system provides automatic flight control. Este sistema proporciona controle de vôo automático. At the pilot's direction, the system will bring the aircraft to a stable hover 50 feet (15 m) above a selected object. Na direção do piloto, o sistema irá trazer a aeronave para um foco estável de 50 pés (15 m) acima de um objeto selecionado. This is an important safety feature in darkness or inclement weather. Este é um importante recurso de segurança na escuridão ou intempéries. Selected search patterns can be flown automatically, freeing the pilot and copilot to concentrate on sighting & searching the object. [ 1 ] Padrões de pesquisa selecionados podem ser pilotados automaticamente, liberando o piloto eo co-piloto para se concentrar em observação e procurar o objeto. [1]

A distinctive features of the HH-65 is its tail rotor. Uma das características distintivas HH-65 é o seu rotor de cauda. Its 11 blades spin inside a circular housing at the base of the helicopter's tail fin. Suas 11 lâminas de rotação no interior de uma habitação circular na base da barbatana da cauda do helicóptero.

Certified for single-pilot instrument flight rules (IFR) operation, the HH-65A was the first helicopter certified with a four-axis autopilot, allowing for hands-off hover over a pre-determined location. Certificado para um único piloto regras de voo por instrumentos (IFR) operação, o HH-65A foi o primeiro helicóptero certificado com um piloto automático de quatro eixos, permitindo a hands-off pairar sobre uma pré-determinada localização.

A Guarda Costeira dos Estados Unidos (em inglês: United States Coast Guard, abreviação: USCG) é uma das cinco Forças Armadas do país.

A história da Guarda Costeira remota à 1790 quando o Congresso dos Estados Unidos autorizou a construção de dez embarcações para proteger o comércio marítimo de roubos e garantir a arrecadação de impostos por parte dos comerciantes locais. Nessa época, crescia muito o comércio ilegal de escravos e produtos importados sem pagamento de tributos, sendo que em 1798 foi criada a Marinha dos Estados Unidos. Então a Guarda Costeira foi a primeira forças armadas no mar dos Estados Unidos.

Desde a sua fundação com o nome de Revenue Cutter Service [Serviço de Barcos para a Fiscalização de Receita] em 1790, a Guarda Costeira vem promovendo a segurança dos Estados Unidos com a sua exclusiva combinação de atribuições em missões humanitárias, de cumprimento da lei na área civil, diplomática e militar. A Guarda Costeira é um serviço militar, marítimo, de múltiplas missões, que se reporta ao Departamento de Transportes, e é uma das cinco Forças Armadas norte-americanas.

A característica exclusiva, civil/militar, da Guarda Costeira, lhe permite trabalhar de maneira eficaz com uma grande variedade de organizações internacionais e governos estrangeiros. Com missões militares, de segurança e humanitárias, a Guarda Costeira está apta a desenvolver esforços para a prevenção de conflitos no mundo inteiro, e é um valioso recurso à disposição dos elementos encarregados de elaborar a política externa e a política de segurança nacional dos Estados Unidos.

Seus envolvimentos internacionais promovem a democracia, estabelecem um clima de confiança e amizade entre antigos adversários e contribuem para a prosperidade econômica. Mais de 40 das 70 forças navais do mundo são, na prática, guardas costeiras. Portanto, nossas forças e missões se parecem muito com as das marinhas de muitas das nações hospedeiras. Isso nos permite interagir com um número maior e mais diverso de organizações governamentais estrangeiras.

Guarda Costeira coordena, cuidadosamente, os seus esforços internacionais, para garantir que os seus limitados recursos sejam utilizados, da melhor maneira possível, para atingir os objetivos de política externa e segurança nacional dos Estados Unidos. É dentro dessa estrutura que a Guarda Costeira opera no exterior e se envolve internacionalmente para defender os interesses dos Estados Unidos e executar missões de Guarda Costeira. Os planos são integrados com as demais forças armadas por meio do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas e dos comandantes-em-chefe (CINCs) regionais. Os esforços da Guarda Costeira em termos de apoio aos CINCs são integrados aos seus respectivos Planos de Envolvimento nos Teatros.

A Guarda Costeira colabora com nações no mundo inteiro em uma série de missões de paz, incluindo esforços para salvar vidas e bens materiais no mar, interceptar drogas ilegais, ajudar as vítimas de inundações e tempestades, proteger o meio ambiente marinho, proporcionar um sistema de transporte marítimo seguro e eficiente, assegurar o cumprimento de leis e tratados e defender fronteiras marítimas. Apresentamos a seguir os pontos principais de alguns desses esforços.

sábado, 17 de outubro de 2009

Embraer ERJ-145 Passaredo Transportes Aéreos


Jato pressurizado para transporte regional fabricado pela Embraer, o ERJ-145 tem como principais características o alto desempenho e os baixos custos de operação. Disponível nas versões Enhanced Range (ER), Long Range (LR) e Extra Long Range (XR), o ERJ-145 é equipado com eficientes motores turbofan de baixo nível de ruído e consumo de combustível. O ERJ-145 possui cabine com diferencial de pressurização máximo de 7.8 psi, o que permite um vôo suave e tranquilo acima do mau tempo, para maior conforto dos passageiros.
Curiosidades: No dia 14 de novembro de 2006 - A Embraer anuncia que a plataforma ERJ 145 alcançou o marco histórico de dez milhões de horas de vôo, após uma década em serviço e um total de cerca de 8,5 milhões de ciclos (operações de pouso e decolagem).
Em Julho de 1995, o Presidente da companhia Passaredo, José Luiz Felício, inaugurou a Passaredo Transportes Aéreos, com uma frota de três EMB120 Brasília Advanced, o PP-PSA, PP-PSB, PP-PSC. Também operou aeronaves Airbus A310-300 com um pool de agências de viagem. Os Airbus A310 se foram junto com a crise cambial em 1999 seguido pela introducao dos ATR42-300 para a frota, também devolvidos mais tarde. Em 2002 a Passaredo suspendeu suas operações, retornando apenas em 2004, porém firme e saudável e agora vive sua reexpansão reabrindo antigas rotas. Em 2009 a empresa deu um salto ainda maior, com o leasing de cinco (dos quais 4 foram confirmados e o quinto dependerá da demanda) Embraer ERJ 145.

Fokker 100 TAM Linhas Aéreas


O Fokker 100 ou Fokker F-100 é uma aeronave de porte médio projetada e construída pela indústria aeronáutica holandesa Fokker para atender mercados domésticos e regionais. Seu lançamento foi anunciado em novembro de 1983, juntamente com o turbohélice Fokker 50. O primeiro vôo ocorreu em 1987. Foi o maior aparelho construído por aquele fabricante.

O nome técnico da aeronave é Fokker 28 MK-0100, e seu projeto básico de fuselagem e asas, de desenho inglês, teve origem em um outra aeronave similar para 60 passageiros, do mesmo fabricante, chamado Fokker F-28.

Porém, difere na sua fuselagem alongada, que acomoda até 108 passageiros, e na motorização Rolls-Royce Tay, que o tornaram mais econômico e silencioso, no limite de ruído Stage III.

A combinação tornou a aeronave ideal para operar em pequenos aeroportos, e deu o conforto e a velocidade de um avião a jato aos passageiros da aviação regional, garantindo-lhe boas vendas.

A TAM Linhas Aéreas é uma companhia aérea brasileira. Detém a liderança em número de passageiros transportados no Hemisfério Sul. Está consolidando uma estratégia de crescimento com o objetivo de ser uma das maiores empresas de aviação do mundo. O faturamento em 2008 foi de mais de R$ 11 bilhões, sendo uma das 50 maiores empresas do país.[1].

Sua sede está localizada em São Paulo, que é seu principal centro de operações. Fazem parte do Grupo TAM Linhas Aéreas, a TAM Airlines (TAM Mercosur), subsidiária paraguaia; TAM Cargo; TAM Viagens e a TAM Aviação Executiva.

Opera 42 destinos dividos por todos os estados brasileiros, e opera rotas internacionais para: América do Norte, América do Sul e Europa.

A TAM possui uma frota composta por aviões Airbus e Boeing. Fundada em fevereiro de 1961 como empresa de táxi aéreo na cidade de Marília, interior de São Paulo (TAM – Táxi Aéreo Marília). Iniciou suas atividades com quatro Cessna 180 e um Cessna 170, transportando mercadorias e passageiros entre os Estados do Paraná, São Paulo e Mato Grosso.

Fokker 100 "MK-28" OceanAir


O Fokker 100 ou Fokker F-100 é uma aeronave de porte médio projetada e construída pela indústria aeronáutica holandesa Fokker para atender mercados domésticos e regionais. Seu lançamento foi anunciado em novembro de 1983, juntamente com o turbohélice Fokker 50. O primeiro vôo ocorreu em 1987. Foi o maior aparelho construído por aquele fabricante.

O nome técnico da aeronave é Fokker 28 MK-0100, e seu projeto básico de fuselagem e asas, de desenho inglês, teve origem em um outra aeronave similar para 60 passageiros, do mesmo fabricante, chamado Fokker F-28.

Porém, difere na sua fuselagem alongada, que acomoda até 108 passageiros, e na motorização Rolls-Royce Tay, que o tornaram mais econômico e silencioso, no limite de ruído Stage III.

A combinação tornou a aeronave ideal para operar em pequenos aeroportos, e deu o conforto e a velocidade de um avião a jato aos passageiros da aviação regional, garantindo-lhe boas vendas.

A OceanAir Linhas Aéreas é uma companhia brasileira de aviação comercial, com sede na cidade de São Paulo. Pertence ao grupo brasileiro Synergy, também controlador das empresas aéreas Avianca e Vip SA. O grupo comandado pelo empresário Germán Efromovich.

A Ocean Air iniciou suas atividades como táxi-aéreo, atendendo a executivos e operários da indústria petrolífera de Macaé e Campos. Em 2002 recebeu autorização do DAC (ANAC) para operar linhas em colaboração com a Rio Sul, do antigo grupo VARIG, de quem herdou rotas e aeronaves. Passou a operar cidades rejeitadas pela antiga parceira, fazendo o chamado transporte regional, para depois ampliar rapidamente sua malha.

Adquiriu alguns aviões modelo Fokker 50, que em 2008 foram retirados de operação, e em 2004 anunciou a aquisição da empresa colombiana Avianca propriedade do magnata Julio Mario Santo Domingo e seu grupo empresarial Bavaria, a mais antiga companhia das américas e segunda mais antiga do mundo.

Em 2006 comprou seus primeiros Fokker 100 junto à American Airlines, mas os batizou pelo nome MK-28, talvez pela imagem negativa que o tipo deixou no Brasil após uma série de acidentes e incidentes. Em seguida iniciou seus vôos para o exterior, na Cidade do México, utilizando aeronaves Boeing 767-300ER. Devido a baixa rentabilidade e o aumento nos custos de combustíveis, a Ocean Air encerrou estas operações e devolveu os Boeing 767 e 757.

Uma sociedade formada pela Ocean Air (49%) e Fondo de Inversiones Sustentables (51%) criou uma nova companhia aérea chamada Wayraperú.

Em novembro de 2007 anunciou encomendas junto à Airbus de novas aeronaves da família Airbus A-320 e, sendo pedidos firmes de quatorze A-319e sete A-330. A OceanAir também é revendedora exclusiva dos aviões Bombardier e Pilatus no Brasil, e opera como taxi-aéreo.

Em 2008 anunciou a unificação do nome de todas as empresas com a tradicional marca Avianca, porém, após uma crise, reduziu suas rotas, vendeu e devolveu as aeronaves menores e focou apenas cidades com maior porte.

Existem rumores de adiamento e cancelamento de pedidos de novas aeronaves.

Boeing 727-200 VASP


O Boeing 727 é um trijato produzido pela companhia norte-americana Boeing entre 1963 e 1984, e que na década de 1970 foi o avião comercial mais popular do mundo.

Foi criado para atender aos interesses de três grandes linha aéreas norte-americanas: A American Airlines, que queria um bijato para maior eficiência econômica, a Eastern Air Lines, que solicitou um trijato para seus vôos sobre o Mar do Caribe, e a United Airlines, que necessitava de um quadrijato para operações de pouso e decolagem em aeroportos de elevada altitude. Finalmente, as três companhias decidiram por um trijato.

As versões 727-100 e 727-20 venderam 1.832 aeronaves, o que tornou o avião mais comercializado do mundo até a década de 1990, quando foi superado pela família do 737.

O sucesso do 727 se deu graças à sua capacidade de pousar em pequenas pistas de pouso e decolagem, e de pecorrer médias distâncias.

Seu alcance, na versão -200, facilmente a mais utilizada, é de 2.750 a 4.020 km, velocidade de cruzeiro de 890 a 965 km/h, e teto de 9.100 a 12.200 metros.

A história da VASP começou a ser escrita nos anos seguintes à Revolução de 1932. Em 4 de novembro de 1933 um grupo de empresários e pilotos reuniu-se e criou a Viação Aérea São Paulo, apresentando ao público na sua base do Campo de Marte seus primeiros aviões, dois Monospar ST-4 ingleses, denominados Bartholomeu de Gusmão (PP-SPA) e Edu Chaves (PP-SPB), com capacidade para três passageiros.

Em 12 de novembro de 1933 em uma cerimônia no Campo de Marte, foi inaugurado as duas primeiras linhas, e decolaram os primeiros voos comerciais, entre São Paulo a São José do Rio Preto com escala em São Carlos, e São Paulo a Uberaba com escala em Ribeirão Preto.

As condições precárias da infraestrutura aeroportuária dificultavam a operação. Nos primeiros meses de atividades, teve suas operações suspensas devido a fortes chuvas, que inundaram o Campo de Marte, sendo retomadas em 16 de abril de 1934. Tais dificuldades foram decisivas para a empresa participar do desenvolvimento de aeroportos e campos de pouso no interior paulista. A empresa transferiu suas operações para o recém inaugurado Aeroporto de Congonhas, conhecido como "Campo da VASP".

Em janeiro de 1935, a sua frágil saúde financeira fez com que a diretoria pedisse oficialmente ajuda ao Governo do Estado. A VASP foi estatizada e recebeu novo aporte de capital para a compra de 2 Junkers Ju-52-3M.

Em 1936 a VASP estabeleceu a primeira linha comercial entre São Paulo e Rio de Janeiro, e em 1937 recebeu seu terceiro Junkers. Tragicamente, este avião, matriculado PP-SPF, sofreu o primeiro grande acidente de nossa aviação comercial: em 8 de novembro de 1939 chocou-se, após a decolagem do aeroporto Santos Dumont, com um de Havilland 90 Dragonfly argentino.

Em 1939 a VASP comprou a Aerolloyd Iguassú, pequena empresa de propriedade da Chá Matte Leão, que operava na região sul do país. Em 1962 foi a vez do Lloyd Aéreo ser comprado, ampliando ainda mais sua participação a nível nacional.

Após a Segunda Guerra, modernizou a frota com a introdução dos Douglas DC-3 e Saab S-90 Scandia. Em 1955 encomendou o Viscount 800, primeiro equipamento à turbina no Brasil e depois trouxe osSamurai YS-11. Em janeiro de 1968, entrou na era do jato puro com a entrega de dois BAC One Eleven 400. Em 1969, trouxe ao Brasil os primeiros Boeing 737-200, em 1982 chegaram os Airbus A300B2 e em 1986 o primeiro 737-300 de nosso país. No início da década de 90, a VASP foi privatizada. Seu novo presidente, Wagner Canhedo, iniciou uma agressiva expansão internacional: Ásia, Estados Unidos, Europa e até mesmo o Marrocos entraram no mapa da empresa. Aumentou a frota, trazendo entre outros três DC-10-30 e depois nove MD-11. Criou o VASP Air System, após adquirir o controle acionário da LAB, Ecuatoriana e da argentina TAN.

Não conseguiu sustentar o crescimento. Deixou de pagar obrigações, salários, leasings e até taxas de navegação. Canibalizou os MD-11 a céu aberto em Guarulhos e foi cancelando as rotas internacionais. A frota foi reduzida, restando os pré-diluvianos 737-200 e os cansados A300 para servir uma rede doméstica menor do que a empresa operava em 1990. O VASP Air System foi desfeito. Não foi apenas uma década perdida: foi uma década em marcha-à-ré.

Deu no que deu: em setembro de 2004, o Departamento de Aviação Civil (DAC) suspendeu as operações de oito aeronaves da VASP. Por medida de segurança, os aviões 737-200 de prefixos PP-SMA, PP-SMB, PP-SMC, PP-SMP, PP-SMQ, PP-SMR, PP-SMS e PP-SMT foram proibidos de voar até cumprirem as exigências técnicas de revisões e modificações obrigatórias - as ADs (Airworthiness Directives) - estabelecidas pelo fabricante. Sem dinheiro para fazer os trabalhos, a VASP decidiu encostar os jatos. Em seguida, eles começaram a ser canibalizados para oferecer peças aos outros 737 ainda em operação.

Com uma imagem arranhada e uma frota jurássica, a empresa foi perdendo terreno, sobretudo após a entrada da Gol no mercado. A VASP operou em novembro de 2004 apenas 18% dos vôos programados. Em setembro de 2004, quando enfrentou a primeira paralisação de funcionários e começou a ter problemas para abastecer suas aeronaves, a fatia de mercado da companhia aérea era de apenas 8% e dois meses depois, de 1,39% . A ocupação também foi péssima: as únicas 3 aeronaves da VASP que voaram no mês saíram com 47% dos assentos vendidos.

A VASP parou de voar no final de janeiro de 2005, quando o DAC cassou sua autorização de operação. Suas aeronaves hoje estão paradas por aeroportos de todo o país, testemunhas de mais uma triste história de nossa aviação comercial.

Boeing 777-300 Emirantes Airlines

Boa Noite Pessoal!!!!

Vamos retomando novamente as postagens de desenhos!!!

O Boeing 777 é um avião widebody de longo alcance, projetado e fabricado pela companhia norte-americana Boeing. É o maior avião bi-jato do mundo, com o motor mais potente já produzido. Pode transportar entre 283 e 368 passageiros na configuração de três classes, por até 17.000 km, ligando as principais capitais sem escala. As principais características visuais do Boeing 777, que o diferem do demais aviões, são o diâmetro de suas turbinas turbofan (são as maiores do mundo), seu trem de pouso com 6 pneus cada (total de 12), e sua fuselagem tipicamente circular e comprida.[2]

Este avião (também chamado de Triple Seven pelos americanos) foi desenhado para ter uma capacidade de carga e passageiros intermediária entre o Boeing 767 e Boeing 747. O modelo original produzido foi o 777-200, que entrou em serviço em 1995, seguido do modelo 777-300, com mais 10,1 metros de comprimento, entrando em serviço em 1998. As versões longer-range (LR) e extended-range (ER), com maiores alcances em voo, entraram em serviço em 2004 (ER) e 2006 (LR). A versão freighter (777F) voou pela primeira vez em 2008. Os modelos ER, LR e 777F funcionam com motores General Electric GE90 e winglets (3,9 metros). O modelo 777-200LR é o detentor atual do recorde de maior distância percorrida sem escalas (21.601 km entre Hong Kong e Londres, via EUA).[3][4]

A primeira empresa a utilizar o Boeing 777 foi a United Airlines.[5]. A partir de 2008 a Singapore Airlines passou a operar a maior frota do avião em todo mundo.[6] O modelo mais utilizado atualmente é o 777-200ER, com 410 unidades entregues até 31 de maio de 2009.[7] No total, 56 companhias encomendaram 1.107 aviões, e 784 já foram entregues.[8] O simbólico setigentésimo septuagésimo sétimo avião a ser produzido (777º) foi vendido à companhia Air France.

Durante a década de 2000, o 777 permaneceu como um dos aviões mais vendidos da Boeing. Devido aos crescentes custos com combustíveis nesse período, as empresas aéreas optaram pelo 777 como uma alternativa muito eficiente frente aos outros aviões widebody. Seus motores são 40% mais potentes e consomem 22% menos combustível que o B767. Por isso está sendo largamente usado nas rotas longas, transoceânicas e transcontinentais. O Boeing 777 compete por mercado diretamente com o Airbus A330-300, Airbus A340, e futuramente com o Airbus A350 XWB e Boeing 787.

A Emirates Airline (الإمارات; al-Imārāt, em árabe),mais conhecida como Emirates, é a principal companhia aérea dos Emirados Árabes Unidos(EAU). Tendo como base o Aeroporto Internacional de Dubai, quase 700 voos da Emirates saem de Dubai a cada semana, rumo aos seis continentes.[1]

A Emirates é uma das 10 principais companhias aéreas em todo o mundo[2] em termos de receitas, passageiros transportados e quilômetros percorridos, e tornou-se a maior companhia aérea no Oriente Médio em termos de receitas, dimensão da frota e passageiros transportados.[3]

A Emirates foi a segunda companhia aérea a operar o Airbus A380, com seu primeiro voo realizado no dia 01 de agosto de 2008 entre Dubai e Nova Iorque em 13h48min.
A companhia aérea Emirates construiu uma marca forte com tendências na indústria da aviação, em especial em termos de excelência de serviços, aliada à consistente rentabilidade.

A companhia foi reconhecida diversas vezes ao longo dos anos pela qualidade de sua culinária, pela diversidade do entretenimento a bordo e pela excelência de seus serviços.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Airbus A320-214 Tam Linhas Aéreas

Por Icaro Roberto

Empresa: Tam Linhas Aéreas Local: Aeroporto de Goiania SBGO
Aeronave: Airbus A320-214 Matricula: PR-MHQ

Boeing 737-700 Varig Linhas Aéreas

Por Icaro Roberto

Empresa: Varig Linhas Aéreas Local: Aeroporto de Goiania SBGO
Aeronave: Boeing 737-700 Matricula: PR-VBU

EMB-175 Trip Linhas Aéreas

Por Icaro Roberto

Empresa: Trip Linhas Aéreas Local: Aeroporto de Goiania SBGO
Aeronave: Embraer EMB 175-200RL Matricula: PP-PJD

Obs: Esta Aeronave Foi Adiquirida Já Usada... Ela Foi Fabricada em 2003

terça-feira, 13 de outubro de 2009

T-27 Tucano (EDA) Esquadrão de Demonstração Aérea

Por Icaro Roberto

Empresa: Força Aérea Brasileira Local: Base Aérea de Anapolis (BAAN)
Aeronave: T-27 Tucano Matricula: ----------

Beech Aircraft F-90 KingAir

Por Icaro Roberto

Empresa: Particular Local: Goiania SBGO
Aeronave: Beech Aircraft F-90 KingAir Matricula: PT-OUJ

Boeing 737-300 Gol Linhas Aéreas

Por Icaro Roberto

Empresa: Gol Linhas Aéreas Local: Goiania SBGO
Aeronave: Boeing 737-300 Matricula: Não Identificada

Obs: A Foto Ficou um Pouco Embaçada Pois, Devido o Tempo Não Estava Favoravel.

domingo, 4 de outubro de 2009

Boeing 707-300 Beta Cargo


Boa Noite Pessoal!!!
Esta Noite eu Vou Trazer o BETA CARGO Pela Primeira Vez no Imgg...

Até a década de 1950, a Boeing era uma fabricante sem muito expressão, entre as muitas existentes nos Estados Unidos. Era conhecida apenas por suas aeronaves militares, e na verdade, o 707 nasceu como um projeto de nave de reabastecimento, conhecida como KC-135A.

Embora não tenha sido a primeira aeronave a jato a operar vôos comerciais, o Boeing 707 foi o primeiro a ter grande sucesso de vendas, bem como a primeira aeronave série 7X7.

Na verdade, a aeronave colocou o jato nos vôos comerciais, e alavancou as vendas da Boeing, ajudando-a a chegar ao posto de maior fabricante de aeronaves do mundo.

O 707 é um quadrijato, possuindo dois motores sob cada asa. A primeira linha aérea a operá-lo foi a Pan Am, realizando a rota Nova Iorque - Paris, em 26 de outubro de 1958.

O alcance do Boeing 707 é de aproximadamente 5.700 mn (10659 km), velocidade de cruzeiro de 815 km/h, e a capacidade de passageiros, de até 202 pessoas. O Boeing 737, o Boeing 727 e o Boeing 747 utilizaram muito da tecnologia do seu antecessor, e podem ser consideradas como descendentes diretos dele.

A BETA Cargo, fundada no ano de 1996, é uma empresa aérea especializada em fretamentos nacionais e internacionais. A empresa tem rotas aéreas próprias, com a regularidade de 4 vôos diários e mantém nos aeroportos estrutura terrestre.

A BETA Cargo possui terminais de carga em Guarulhos e em Manaus, com 3100 m² e 1500 m² respectivamente, destinadas ao Cross-Docking, que é o gerenciamento do recebimento, manuseio e expedição dos produtos, permitindo o abastecimento dos revendedores.

Todo o manuseio da carga é realizado no terminal da BETA Cargo, iniciando na paletização da carga no aeroporto de origem, o carregamento da aeronave, descarregamento e despaletização da carga no destino e finalmente a carga é entregue.

Boa Noite Pessoal e Muito Obrigado!!!

domingo, 27 de setembro de 2009

Boeing 727-200F Ata Brasil Cargo

Por Icaro Roberto

Empresa: Ata Brasil Cargo Local: Goiania SBGO
Aeronave: Boeing 727-200F Matricula: PR-MGA

Obs: Aeronave Parada Desde 2006, Por Dividas Acumuladas...

Airbus A320-232 Tam Linhas Aéreas

Por Icaro Roberto

Empresa: Tam Linhas Aéreas Local: Goiania SBGO
Aeronave: Airbus A320-232 Matricula: PR-MAK

Obs: Esta Aeronave Ainda Esta na Pintura Velha...

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Boeing 757-200 Air Italy

Boa Noite Pessoal!!! Hoje A Noite eu trago esse 757 da companhia italiana...

O Boeing 757 foi um avião transcontinental, bimotor, de corredor único, produzido pela Boeing. Foi desenhado para substituir os Boeing 727-200, um dos aviões mais populares nas décadas de 60 e 70. Entrou em serviço em 1983. A produção da aeronave foi descontinuada em outubro de 2004, depois de entregar 1050 unidades.

A linha do Boeing 757 era constituída por dois modelos: o 757-200 e o 757-300 (houve um terceiro, o 757-100, que não gerou interesse e não entrou em produção).

O 757 foi criado ao mesmo tempo que o 767, e usava muitos componentes iguais ou semelhantes aos do 767. A cabine e seus instrumentos era comum entre ambos.

A Air Italy é uma companhia aérea italiana com sede em Gallarate. A Air Italy entrou em operações em 29 de maio de 2005 e possui um frota de sete aviões (março de 2008), com base no Aeroporto de Milão-Malpensa.

Por Hoje é só.... Boa Noite!!!

sábado, 19 de setembro de 2009

Boeing 737-800 Gol Linhas Aéreas


Boa Tarde Pessoal, Hoje eu Trago Esse 737 da Gol que o Meu Primo Getúlio Fez... Vamos Ver um Pouquinho da História desta aeronave e Desta Empresa.
Boeing 737-800

O 737-800 era uma versão mais longa do 737-700, substituindo diretamente o 737-400. O modelo 800 foi lançado pela Hapag-Lloyd Flug (atualmente Hapagfly) alemã em 1994, entrando em serviço em 1998.

Uma versão executiva é oferecida pela Boeing como BBJ2, e o 737-800ERX ("Extended Range") é disponível como uma versão militar para o programa MMA (Multi-mission Maritime Aircraft – Aeronave de Múltiplo Emprego Marítimo) para a Marinha dos EUA, também há uma versão para pistas pequenas como a do aeroporto santos dumont o 737-800 SFP (Short Field Performance)

Para diversas companhias aéreas, o modelo 800 substituiu os veneráveis trijatos Boeing 727-200, que dispunham de uma capacidade de passageiros similar.

O 737-800 tem capacidade para 162 passageiros em uma configuração de 2 classes, ou 189 em classe única. Possui um alcance de 5670 km (3060 milhas náuticas) e é equipado com motores CFMI CFM 56-7.

Histórico Da Gol Linhas Aéreas

O primeiro vôo da empresa aconteceu em 15 de janeiro de 2001. A companhia é presidida por Constantino de Oliveira Júnior, herdeiro do grupo mineiro Áurea, um dos maiores grupos de transporte de passageiros do Brasil.

Ao final de 2003, a empresa iniciou seus vôos internacionais entre São Paulo e Buenos Aires. Em 2005 iniciou novos vôos com destino à cidade boliviana de Santa Cruz de la Sierra. Em 2006 começou a operar vôos diários para Santiago, no Chile.

No dia 15 de setembro de 2006, a empresa inaugurou o seu Centro de Manutenção de Aeronaves, localizado no terminal de cargas do Aeroporto Internacional Tancredo Neves (Confins), na região metropolitana de Belo Horizonte. O motivo desta inauguração foi que a empresa já possuía um razoável número de aeronaves e decidiu ela mesma fazer a manutenção de seus aviões.

O centro de manutenção cuida da frota de aeronaves da própria Gol, e também faz a manutenção de outras empresas aéreas.

Em 2007, a empresa iniciou vôos para a cidade peruana de Lima. No Brasil a empresa passou a voar para em março, para Marabá (Pará), além de ter iniciado frequências para Cruzeiro do Sul, no Acre. Em dezembro, a companhia iniciou vôos para Presidente Prudente, no estado de São Paulo, considerada a "capital do Oeste Paulista". Em janeiro de 2008, a Gol iniciou suas operações para Cabo Frio, no estado do Rio de Janeiro.

Em 28 de março de 2007, a GOL comprou da VRG Linhas Aéreas, também conhecida como a "nova Varig", por US$ 275 milhões, vencendo a disputa pela compra da companhia com a empresa chilena LAN.

Em 25 de março de 2008, a GOL suspendeu os vôos para duas cidades do interior de São Paulo, São José do Rio Preto e Ribeirão Preto. Segundo comunicado divulgado pela empresa, a decisão foi tomada devido à redução de horários para pousos e decolagens no Aeroporto de Congonhas (zona sul da capital paulista), de onde partiam quase todas as rotas extintas (o vôo entre Cuiabá e Rio Preto foi igualmente suspenso). A empresa atribui ainda o fim das operações nas duas cidades, onde concorria com a TAM, à suposta baixa demanda. Analistas atribuíram o enxugamento ao mau resultado da GOL no primeiro trimestre de 2008, com prejuízo de R$ 74,1 milhões, contra lucro de R$ 91,58 milhões obtido em igual período de 2007.

A GOL conquistou em curto período de tempo grande participação no mercado de aviação civil do Brasil. Uma oferta de um grande número de assentos por aeronave, a crise na Varig e aviões modernos que permitiram funcionar a menores custos de manutenção, além de quadro de funcionários mais reduzido e sistema de vendas de bilhetes que diminui o índice de inadimplência

Por Hoje é Só Pessoal, Tenham um Ótimo Final de Semana!!!

Abraço!!!

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Boeing 737-300 Webjet

Bom Dia!!! Hoje eu Trago Esse Lindo Webjet, Vamos Acompanhar a Historia Dele um Pouquinho!!!

Boeing 737-300
O 737-300 passou a ser o novo modelo básico e era ligeiramente mais longo do que o 737-200. Foi lançado em 1980 e entrou em serviço em 24 de fevereiro de 1984 (portanto, desmistificando a ideia equivocada de que o modelo 300 substituiu o 200).

A USAir e a Southwest Airlines foram os estreantes do modelo nos EUA, e a Jat Airways da Sérvia (antiga Iugoslávia) a estreante na Europa. Os aviônicos da série 300 podiam ser tanto uma combinação de “antigos” mostradores analógicos com tubos EFIS, como uma configuração EFIS integral, usualmente. A aeronave foi remotorizada com os turbofans de alta derivação (high-bypass) CFM56 da CFM International que eram significativamente mais silenciosos na decolagem que os JT8D usados nos 727 e 737-200, mas, muito mais potentes e mais eficientes, sem produzir a famosa fumaça preta de seus antecessores.

A Empresa

A WebJet Linhas Aéreas é uma empresa aérea brasileria que opera no conceito low cost low fare (baixo custo, baixa tarifa). Sua sede está localizada na cidade do Rio de Janeiro e atualmente pertence a Holding CVC. Iniciou suas operações aéreas em julho de 2005, voava na sua primeira fase entre Rio de Janeiro (Galeão), São Paulo (Guarulhos), Brasília, Porto Alegre e Florianópolis.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Airbus A340-300 South African


Bom Dia!!!
Depois de Um Bom Tempo Trago Essa Maravilha....

Lan Airlines Airbus A340-300X

O A340-300, tem capacidade para 295 passageiros divididos em 3 classes. Tem alcance máximo de 12,400km, equipado com 4 motores CFMI CFM56-5C similares ao A340-200. Voou pela primeira vez em 25 de outubro de 1991, e entrou em serviço em março de 1993 com a Lufthansa e a Air France.

O A340-300X, é uma versão peso-pesado do A340, e a 1ª operadora desta série do modelo foi a Singapore Airlines, que já não o utiliza mais.

O A340-300E, é a ultima versão do A340-300, e a 1ª operadora deste tipo, foi a Swiss International em 2003. Ele pode ter peso máximo em uma decolagem de 276.5 toneladas, e é equipado com 4 motores CFMI CFM56-5C4s. De todas as versões do A340-300, a versão -300E, é a unica ainda em produção, com 219 encomendas, e 211 já foram entregues. A maior operadora deste modelo é a Lufthansa com 30.

A South African Airways (Linhas Aéreas da África do Sul), empresa de bandeira da África do Sul, foi criada a 1 de fevereiro de 1934. Naquele ano, o governo sul-africano, através da South African Railway Administration passou a controlar as atividades da Union Airways, que realizava vôos postais entre Joanesburgo, Cidade do Cabo, Durban e Port Elizabeth desde 1929.

Um ano mais tarde, em 1935, comprou a South West African Airways, uma pequena empresa que também operava vôos postais entre Windhoek e Kimberley desde 1932.

Pouco antes do início da Segunda Guerra Mundial a empresa já servia destinos domésticos e internacionais.

Com o fim do conflito, começaram os vôos entre Johanesburg e Londres, em cooperação com a BOAC, conhecidos como Springbok Services.

Por Hoje é só

domingo, 30 de agosto de 2009

Boeing 777-200 United Airlines


Por Danilo Augusto

Empresa: United Airlines Local: Aeroporto de Guarulhos / Brasil
Aeronave: Boeing 777-200 Matricula: N224UA


Novidades

O Grupo IMGG agora não trabalha apenas com desenhos de aeronaves, agora também trabalha com incríveis fotos de todos os tipos de aeronaves! É assim que estamos crescendo, aos poucos estamos inovando nossos meios e temos muita ESPERANÇA de melhorar cada vez mais.
Assim, todo o grupo gostaria de agradecer aos senhores, que muito nos ajudam e que nos proporcionam o crescimento.



OBRIGADO!


Antonov An-225 Mriya


Boa Noite!!! Pessoal, Hoje Eu Trago Essa Novidade de Peso que o Marco Tulio Fez....

O Antonov An-225 Mriya é um avião cargueiro ucraniano peso-pesado. Ele foi desenvolvido para transportar cargas enormes e pesadas que jamais poderiam ser transportadas por outros aviões de carga convencionais como o Boeing 747. É o maior avião do mundo e só existem 2 deles (um recentemente completo). Ele pousa em chão de terra (com ou sem chuva) e até na neve (incluindo regiões remotas e desérticas da Sibéria). Foi utilizado para transportar o ônibus espacial russo Buran.

Por hoje é Só.... Boa Noite!!!

sábado, 29 de agosto de 2009

Aspirações

Todos nós temos sonhos, aspirações.
Alguns sonham em ter uma grande amizade, outros sonham em uma aprovação, e vários outros.
O nosso sonho é crescer, tornando a página do grupo um site exclusivamente voltado para a aviação, com imagens, comentários, desenhos, e não mais ser apenas um blog.
Todos sabemos que para criar um site existem alguns custos, mas o nosso principal é a hospedagem, que seria de 20 reais.
Para ajudar a manter o site pensamos em criar futuramente camisetas com imagens de aeronaves e da nossa grande paixão: A aviação. Gostaríamos de saber se você, leitor, teria interesse nessas camisetas, com preço de até 15 reais. Não temos nenhuma intenção de lucrar com essas camisetas, o dinheiro seria utilizado exclusivamente para manter o site.
Esse é o nosso sonho, o nosso desejo. Comente a respeito ou converse com algum membro.
Obrigado.

Novos membros no grupo

A nossa família não para de crescer: O nosso amigo Gustavo Cividatti agora é um membro do grupo IMGG, ajudando na divulgação, dando sugestões e ajudando a montar os desenhos. Se você também tem interesse em participar do nosso grupo, entre em contato:
(Getúlio)getulio.ferraz@hotmail.com
(Icaro) icaroesk8@hotmail.com
(Marco Túlio) mtuliovaladares@hotmail.com
(Guilherme) gui_fulcrum@hotmail.com
(Gustavo) gucivibar@yahoo.com.br
(Leonardo) comandanteleo@hotmail.com
(Danilo) daniloaugusto_rp@hotmail.com

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Boeing 767-300 Lan Airlines


Boa Noite A Todos... Venho Novamente Trazendo esse Maravilhoso 767 da LAN Que Foi Feito Pelo Marco Tulio Valadares...

O Boeing 767 é um avião birreator desenvolvido e fabricado pela fabricante norte-americanaBoeing.

O modelo foi introduzido juntamente com o 757, no final da década de 1980. É um widebody, ou seja, têm a fuselagem larga com dois corredores e configuração de assentos 2x3x2 na classe econômica. O Boeing 767, com um longo alcance e baixo custo operacional, foi o principal responsável pela grande popularização dos vôos transatlânticos entre a década de 1970 e a década de 1980.

É a aeronave que mais cruza o Oceano Atlântico diariamente - mais 767s cruzam o Atlântico diariamente do que qualquer outro avião. Será substituído futuramente pelo 787.

O Boeing 767 foi projetado para receber entre 200 e 300 passageiros, e surgiu para atender uma exigência do mercado, que necessitava de uma eronave intermediária entre o modelo 737 e o 747. Fez seu primeiro vôo em 26 de Setembro de 1981. Tratava-se de um 767-200, matriculado como N767BA e dotado de dois motores Pratt & Whitney modelo JT9D de 50 mil libras de empuxo cada.

O 767 também foi a primeira aeronave widebody projetada para que apenas dois pilotos pudessem comanda-la, não exigindo um terceiro tripulante, o engenheiro de vôo.

Seu teve início em 14 de julho de 1978 com a encomenda de 30 modelos pela United Airlines. Em 19 de agosto de 1982 o primeiro 767 foi entregue, porém, a aeronave só entrou em serviço em 8 de setembro de 1982, quando realizou a rota Chicago-Denver.

Em março de 1984 surgiu o 767-200ER, uma versão que tem um alcance superior, mesmo quando muito pesado, e um tanque central adicional para permitir vôos ainda mais longos. A primeira companhia a opera-lo foi a Ethiopian Airlines.

Ainda durante o início da década de 1980, a Boeing fazia estudos para conceber uma versão um pouco maior do 767. O resultado foi o 767-300, que possui 6,4 metros a mais de comprimento que o modelo -200, teve seu projeto iniciado em 29 de setembro de 1983, quando a Japan Airlines encomendou a aeronave. O primeiro 767-300 foi entregue em 25 de setembro de 1986, e entrou em operação em 20 de outubro do mesmo ano.

Ainda no ano de 1986 a Boeing realizou o primeiro vôo, da versão com alcance estendido, do modelo -300, o 767-300ER, que teve como primeira operadora a American Airlines, que recebeu a primeira aeronave em 19 de fevereiro de 1988. Anos mais tarde, surgiu a versão cargueira deste modelo, dando origem ao 767-300ERF, que teve como primeira operadora a UPS (United Parcel Service).

O 767 tornou-se uma das aeronaves mais populares para a realização de vôos de travessia do Atlântico, e foi uma aeronave pioneira no uso de ETOPS (Extended Twin-Engine Operations), que é um certificado que as aeronaves bimotoras recebem para poder voar mais tempo sobre áreas aonde não existe uma alternativa próxima.

Quase 20 anos após o início do programa do 767, a Boeing lançou em 1997 o 767-400, que tem 6,4 metros a mais de comprimento que o modelo -300, e 12,8 metros a mais que o modelo -200. Devido ao novo tamanho da fuselagem, o trem de pouso do 767-400 teve sua altura aumentada em 46 centímetros. Também foram feitas mudanças nos pneus, rodas e freios, que neste modelo, são compatíveis com o Boeing 777. Mudanças no cockpit e na cabine de passageiros também foram feitas, seguindo o estilo do 777. O 767-400 entrou em serviço em 14 de setembro de 2000, com as cores da companhia americana Continental Airlines.

O 767, um dos aviões mais populares da Boeing, encontra-se ainda em produção. As versões atualmente fabricadas são o 767-200ER, 767-300ER, 767-300ERF e 767-400ER.

A LAN Airlines S.A., é uma linha aérea chilena com base em Santiago do Chile. É a principal companhia aérea chilena, e uma das maiores da América do Sul, com vôos para a América Latina, Estados unidos, México, Caribe, Oceania e Europa. É membro da aliança aérea Oneworld.

O principal hub da empresa é o Aeroporto Internacional Comodoro Arturo Merino Benítez, em Santiago, com hubs/cidades focus no Aeroporto Internacional Ministro Pistarini em Buenos Aires, Aeroporto Internacional Jorge Chávez em Lima, Aeroporto Internacional Mariscal Sucre em Quito, Aeroporto Internacional José Joaquín de Olmedo em Guayaquil e o Aeroporto Internacional de Miami.

A companhia foi fundada pelo comandante da Força Aérea Chilena Arturo Merino Benitez, e iniciou as operações em 5 de março de 1929, como Línea Aeropostal Santiago-Arica. Recebeu o nome de Línea Aérea Nacional de Chile (LAN Chile) em 1932. Em setembro de 1989, o governo chileno privatizou a empresa, vendendo a parte majoritária das ações para a Icarosan e Scandinavian Airlines System.

Em março de 2004, a LAN Chile e as subsidiárias LAN Peru, LAN Ecuador, LAN Dominicana e LANExpress foram fundidas na marca LAN. No 2º semestre de 2005, a LAN abriu uma subsidiária LAN Argentina na Argentina e opera vôos nacionais e internacionais a partir de Buenos Aires, tornado-se a 3ª maior operadora, atras da Aerolineas Argentinas e Austral. Esta subsidiária também está sob a marca LAN.
A LAN Airlines, possui as seguintes subsidiárias e participações: LAN Cargo (99.4%), LANExpress (99.4%), ABSA - Aerolinhas Brasileiras (73.3%), LAN Peru (70%), LAN Dominicana (49%), LAN Ecuador (45%), LAN Argentina (49%), MasAir (39.5%) e Florida West International Airways (25%). Tem cerca de 11,173 funcionários.

A LAN possui codeshares com a American Airlines para destinos nos EUA, British Airways e Iberia para destinos europeus, para destinos asiáticos possui com a Korean Air, e alguns destinos na Australia com a New Zealand e a Qantas.

Subsidiárias

Boas, boas não, ótimas notícias

Gostaríamos de informar que o nosso amigo Marco Túlio voltou para o grupo, mas desta vez, como desenhista. O nosso outro amigo Leonardo Maffei entrou no grupo para fazer pinturas.
Também gostaríamos de pedir desculpas ao Marco pela nossa falha ao postar o A380-800 da Qantas e não colocar os seus créditos, pois confudimos com um desenho semelhante feito pelo Ícaro. Não vamos apagar a postagem, mas queremos demonstrar que a pintura foi feita pelo Marco.
Outra novidade é que haverá variação nas postagens quanto ao layout (cinza ou branco).
Todos nós estamos felizes.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Airbus A320-232 Tam Linhas Aereas


Bom Dia Pessoal!!! Vamos Acompanhar a Historia Deste A320 Da Tam...

O Airbus A320 é uma aeronave comercial para passageiros construído pela Airbus. Em 1981 a companhia anunciou que desenvolveria uma aeronave para rotas médias e curtas, com capacidade para até 190 passageiros. Seria a primeira aeronave do consórcio de fuselagem estreita, o primeiro produto para rotas curtas de menor densidade. Desde 1977 a Aerospatiale estudava uma aeronave com estas características, sob a designação AS.200. Um conceito de sub-família foi estudado, variando basicamente o comprimento da fuselagem, internamente conhecidos como SA-1, SA-2 e SA-3.

O SA-1 viria a tornar-se o A320 para 162 passageiros, nas versões -100 e -200, com pesos e alcances e diferentes. Lançado oficialmente em 1984, o A320 foi encomendado pela Air France e British Caledonian. O primeiro protótipo voou em fevereiro de 1987, equipado com dois motores CMF56, e a homologação pela JAA um ano mais tarde, em fevereiro de 1988.

O A320 tornou-se referência em tecnologia, com avanços inéditos: é o primeiro avião comercial subsônico totalmente comandado pelo sistema FBW (Fly-by-wire) do mundo, e uma novidade que provocou polêmica: dispensando os manches de controle, substituídos por side-sticks, mais parecidos com joysticks usados em vídeo games. Além disso, os computadores do avião "assumiriam o comando" da aeronave caso alguns parâmetros de controle fossem desrespeitados. Essa filosofia de controle foi duramente criticada pelos concorrentes.

Tanto assim que, no princípio de operações, esse radical avanço tecnológico provocou pelo menos 3 acidentes fatais, em que as tripulações "brigaram" com a máquina pelo comando da própria.

Hoje, o A320 é o modelo de maior sucesso da empresa, e pode ser no futuro uma das aeronaves comerciais mais vendidas da história da aviação.

A TAM Linhas Aéreas é uma companhia aérea brasileira. Detém a liderança em número de passageiros transportados no Hemisfério Sul. Está consolidando uma estratégia de crescimento com o objetivo de ser uma das maiores empresas de aviação do mundo. O faturamento em 2008 foi de aproximadamente R$ 10 bilhões, sendo uma das 50 maiores empresas do país.[1].

Sua sede está localizada em São Paulo, que é seu principal centro de operações. Faz parte do Grupo TAM Linhas Aéreas, que é proprietária também da TAM Airlines (TAM Mercosur), subsidiária paraguaia, TAM Cargo, TAM Viagens e a TAM Aviação Executiva.

Opera 42 destinos dividos por todos os estados brasileiros, e opera rotas internacionais para: América do Norte, América do Sul e Europa.

A TAM possui uma frota composta por aviões Airbus e Boeing. Foi fundada em fevereiro de 1961 como empresa de táxi aéreo na cidade de Marília, interior de São Paulo (TAM – Táxi Aéreo Marília). Iniciou suas atividades com quatro Cessna 180 e um Cessna 170, transportando mercadorias e passageiros entre os Estados do Paraná, São Paulo e Mato Grosso.

domingo, 23 de agosto de 2009

Airbus A380-800 Qantas

Boa Tarde a Todos !!!

Seguimos Essa Tarde com Esse Maravilhoso A380...

O Airbus A380, desenvolvido e construído pela Airbus S.A.S. (EADS Systems), é o maior avião comercial de passageiros da história. O avião, chamado frequentemente de Superjumbo, fez seu primeiro vôo experimental em 27 de Abril de 2005 em Toulouse, França.

O A380 consumiu mais de dez anos e cerca de 12 bilhões de euros (R$ 35,1 bilhões) para ser desenvolvido.
A certificação foi obtida no dia 12 de dezembro de 2006 emitida pela FAA e EASA, executadas por 7 aeronaves com planos de certificação em vôo e em solo, finalizada em 30 de novembro de 2006, e comandada por 800 pilotos de testes da Airbus e das companhias compradoras, e os vôos comerciais iniciaram no último trimestre de 2007. A primeira operadora para esta aeronave é a Singapore Airlines de Singapura.

A380 no Brasil

A estréia do gigante em aeroportos brasileiros aconteceu no dia 10 de Dezembro de 2007 no Aeroporto Internacional de Guarulhos em SP, vindo de Buenos Aires onde se apresentou à Aerolineas Argentinas que adquiriu 3 aeronaves. No primeiro dia da visita, foi demonstrado o interior do A380 para convidados, e deixando pasmos todos os passageiros e funcionários do GRU. A aeronave fez um vôo de demonstração para jornalistas e empresários no dia 11 de Dezembro até a cidade de Curitiba no Aeroporto Internacional Afonso Pena (sem executar procedimentos de aproximação e pouso, permanecendo no marcador externo da terminal CWB) em um total de 1 hora e 50 minutos. Várias companhias (Emirates/Lufthansa/Air France/British Airways) que fazem uso do Aeroporto de Guarulhos demonstraram interesse em operá-lo em suas rotas para o Brasil, porém serão necessárias alterações nas pistas de taxi e fingers, sendo que segundo as mesmas, dificilmente será objeto de utilização antes de 2011.

A Empresa...

Esta companhia aérea australiana foi formada em 1920. Começou por operar com aviões biplano Avro 504, recuperados às forças militares, para fazer passeios turísticos destinados a apreciar as paisagens. Entretanto passou a fazer voos de transporte de passageiros com aparelhos De Havilland 61.

Em 1928 foi a Qantas que iniciou um serviço aéreo de transportes de médicos para regiões mais longínquas e isoladas.

Em 1934 a companhia, em parceria com a Imperial Airways, iniciou as ligações com a Europa, através de Inglaterra. Ainda nesse ano, e de novo em parceria com a Imperial Airways, a Qantas iniciou o transporte de correio, fazendo a rota Brisbane-Londres a partir de Janeiro. Em Abril abriu a rota Brisbane-Singapura.

No final da década de 30, a Qantas começou também a utilizar hidroaviões nos trajectos para Londres, serviço que interrompeu em 1940 devido à Segunda Guerra Mundial.

Durante esse conflito, a Qantas passou a fazer voos entre a Austrália e a África do Sul, assim como assegurou o transporte de tropas australianas. Após o final da guerra a Qantas começou também a utilizar aparelhos Lockheed Constellation, na nova rota para o aeroporto de Heathrow em Londres.

Os aviões a jato entraram ao serviço da Qantas em 1959 com recurso aos Boeing 707-130. No início dos anos 70 a Qantas passou a utilizar os Boeing 747, os primeiros a ter desenhado um canguru na cauda do avião. A partir de então estes aviões passaram a constituir a base da frota da Qantas, vocacionada para voos com destinos longínquos dada a sua localização geográfica.

Nas rotas regionais a Qantas tinha ao serviço Airbus A300 que em finais da década de 90 foram sendo substituídos pelos Boeing 767. Atualmente, para além das rotas nacionais, a Qantas voa para a Nova Zelândia, Tailândia, China, EUA, Japão, Alemanha, Zimbabwe, Indonésia, Reino Unido, Canadá, França, entre outros destinos.

A companhia encomendou 12 A380, que vão operar nas rotas trans-pacífico entre Melbourne e Sydney até Los Angeles e Londres.

Boa Tarde, e Esperamos que Todos Vocês Gostem!!!

sábado, 22 de agosto de 2009

Embraer EMB 175 Trip Linhas Aéreas


Boa Noite Pessoal!!! Essa Noite Vamus Acompanhar a Historia desse Brasileirinho...

A TRIP é a maior empresa regional brasileira. E é também a empresa brasileria com o maior número de destinos, 72 no total, distribuido pelas 5 regiões do país, atendendo cidades isoladas, e muitas que não são atendidas pelas 4 principais grandes empresas nacionais. Tem como principais centros de operação as cidades de Rio de Janeiro - Aeroporto Santos Dumont (SDU), Belo Horizonte - Pampulha (PLU), Campinas (CPQ), Manaus (MAO). Possui 27 aeronaves, em 4 modelos, ATR 42, ATR-72, Embraer EMB-120 Brasília e Embraer 175

A Aeronave...

Após o sucesso alcançado pelos jatos regionais ERJ-145, a fabricante brasileira Embraer apostou no desenvolvimento de uma nova família de aeronaves, com capacidade entre 70 e 90 passageiros, ampliado depois para 110 passageiros, com o Embraer 195.

Optou-se por começar o desenvolvimento do zero, o que transformou os E-Jets, como são conhecidos, na primeira família desenvolvida após os Brasília, já que os ERJ são baseados na fuselagem deste.

Após o lançamento do Embraer 170, foi a vez do Embraer 175, na verdade, uma versão alongada do mesmo, que lhe deu uma maior capacidade.

O primeiro vôo aconteceu em 2000, e a primeira encomenda foi para da Air Canada, que também foi o cliente lançador do tipo, em 2005.

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Airbus A340-300X


Bom Dia Pessoal!!! Hoje , bem Rapidinho Eu Trago o Nosso Primeiro AIRBUS...

Airbus A340-300
Lan Airlines Airbus A340-300X

O A340-300, tem capacidade para 295 passageiros divididos em 3 classes. Tem alcance máximo de 12,400km, equipado com 4 motores CFMI CFM56-5C similares ao A340-200. Voou pela primeira vez em 25 de outubro de 1991, e entrou em serviço em março de 1993 com a Lufthansa e a Air France.

O A340-300X, é uma versão peso-pesado do A340, e a 1ª operadora desta série do modelo foi a Singapore Airlines, que já não o utiliza mais.

O A340-300E, é a ultima versão do A340-300, e a 1ª operadora deste tipo, foi a Swiss International em 2003. Ele pode ter peso máximo em uma decolagem de 276.5 toneladas, e é equipado com 4 motores CFMI CFM56-5C4s. De todas as versões do A340-300, a versão -300E, é a unica ainda em produção, com 219 encomendas, e 211 já foram entregues. A maior operadora deste modelo é a Lufthansa com 30.

Deutsche Lufthansa AG (ISIN: DE0008232125) (AFI: [ˈdɔɪtʃə ˈlʊfthanza]) é uma das maiores companhias aéreas na Europa em termos de transporte global de pasageiros, sendo a quinta companhia aérea das maiores companhias aéreas do mundo em termos de passageiros transportados pelo o mundo, operando serviços para 209 localidades em 81 paises. A companhia também é uma transportadora nacional da Alemanha. O nome da empresa é derivado de luft, que significa "ar" na língua portuguesa, e, hansa, um termo pós-Liga Hanseática, que envolvia um poderoso grupo medieval de negociação, termo em português que significa "associação".

Juntamente com os serviços da Lufthansa, eles estão distribuídos ao redeor de 410 destinos. Entre as quinze companhias com a maior frota do mundo, a Lufthansa é a sexta colocada, quando passageiros foram intergrados à Lufthansa CityLine, Air Dolomiti, Eurowings, Germanwings, Augsburg Airways, Contact Air, e SWISS, operando 231 aeronaves.

O edifício empresarial principal da Lufthansa está localizado na cidade de Colônia, como a sua base principal e tráfico primário de hub no Aeroporto Internacional de Frankfurt e Frankfurt am Main com um segundo hub no Aeroporto Internacional de Munique.

A Lufthansa é uma fundação-membra da Star Alliance, a maior aliança aérea do mundo. A Star Alliance foi formada em 1997 junto com as empresas Thai Airways,United Airlines, Air Canada e Scandinavian Airlines System. O Lufthansa Konzern, Grupo Lufthansa em português, opera mais de 500 aeronaves e emprega internacionalmente 105,261 pessoas de 146 nacionalidades diferentes em 31 de dezembro de 2007. Em 2007, 83,1 milhões de passageiros viajaram usando um dos aviões do Lufthansa Konzern, incluindo todas as suas afiliais. E em 2008, até o mês de setembro do ano, a companhia obteve um lucro de aproximadamente 551,000 milhões de euros.

Bem Por Hoje é só!!! Obrigado Pessoal e um Bom Dia!!!

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Casa 295 (Amazonas) FAB 2806


Boa Tarde Pessoal!!!

Venho Rapidamente Trazendo Este Casa 295 Que Opera Na Força Aerea... Atualmente Temos 12 Unidades Desta Aeronaves...

O EADS CASA C-295 é um bimotor turbohélice desenvolvido para o transporte tático militar pela Construcciones Aeronáuticas S.A. - CASA, parte da EADS.

Desenvolvido a partir da aeronave de transporte civil CASA CN-235 com fuselagem alongada, carga útil 50% maior e novos propulsores PW127G. Fez seu primeiro vôo em 1998. O primeiro pedido foi da Força Aérea da Espanha.

A aeronave é usada por diversas forças aéreas ao redor do mundo. Atualmentente, compete em diversas concorrências, normalmente com o Alenia C-27 Spartan. Tem sido proposto como aeronave de patrulha marítima, conhecido por Persuader, com o sistema de missão Casa FITS (Fully Integrated Tactical System).

No Brasil

O Casa C-295 foi selecionado na concorrência do programa CL-X, que visava dotar a Força Aérea Brasileira de um transporte médio que substituisse os De Havilland Canada DHC-5 Buffalo (C-115) no apoio ao Sistema de Proteção da Amazônia (SIPAM) e ao Projeto Calha Norte, que auxilia populações em zonas remotas do Amazonas.

O CASA C-295 foi escolhido pelo custo unitário e operacional mais baixo em relação a outras aeronaves de sua categoria, como o C-27. Baseado em uma aeronave civil, é uma aeronave de transporte logístico mais eficiente, mas não possui as mesmas capacidades do C-27, projetado desde o início como transporte militar, para atuar próximo a linha de frente.

O C-295 será utilizado para diversas funções: transporte tático e logístico, lançamento de pára-quedistas, cargas ou evacuação médica.

O Casa C-295 foi designado pela FAB como C-105 Amazonas.

Bem.... A Noite Eu Trago Mais Um Desenho... Boa Tarde...

sábado, 15 de agosto de 2009


Boa Noite!!! Hoje Eu Trago Essa Aeronave Que Ja Se Foi... Ela Era Uma Otima Aeronave Mas Infelismente Ela Nos Deixou...

A VARIG (Viação Aérea Rio Grandense S.A ) é uma companhia aérea brasileira fundada no dia 7 de maio de 1927, em Porto Alegre (Rio Grande do Sul). Sua parte estrutural e financeiramente boa, foi comprada primeiramente pela Varig Log, tornando-se a VRG Linhas Aéreas S.A., e em seguida pela Gol Transportes Aéreos.

História...

Seu primeiro colaborador, Rubem Berta, tornou-se o presidente da empresa e guiou a Varig para tempos de grande expansão, quando ela absorveu o Consórcio Real-Aerovias e herdou as linhas européias da Panair do Brasil, então a maior companhia aérea do país, fechada por decreto do governo militar. Ele permaneceu no cargo até seu falecimento, em 1966.

Sua primeira rota internacional foi para Montevidéu, iniciada em 5 de agosto de 1942. O primeiro vôo regular para os Estados Unidos foi em 1955, tendo Nova Iorque como destino, nas asas do Super G Constellation, encomendado especialmente para esta rota.

Em 1959, o Constellation foi substituído pelo primeiro jato da frota, o Sud Aviation Caravelle. No ano seguinte, entrou em operação na VARIG o primeiro Boeing 707 (prefixo PP-VJA).

Em 1961, com a incorporação do Consórcio Real Aerovias, a VARIG ganhou novas rotas e novas aeronaves, como o Convair 990 Coronado. Em 1962, chegou o primeiro dos 14 Lockheed L-188 Electra, que se tornaram famosos na Ponte Aérea Rio-São Paulo.

O primeiro Lockheed L-188A Electra II operado pela VARIG, de prefixo PP-VJM, encontra-se hoje no Museu Aeroespacial do Campo dos Afonsos no Rio de Janeiro.

Os vôos para a Europa começaram em fevereiro de 1965 quando o governo militar resolveu desativar a Panair do Brasil. Em 1968, a Varig inaugurou sua linha para o Japão. Em 1974 a VARIG recebeu o primeiro dos 12 Douglas DC-10-30 que operou (prefixo PP-VMA) e o primeiro Boeing 737-200.

Em junho de 1975 assumiu o controle acionário da Cruzeiro do Sul, que foi completamente integrada a VARIG em janeiro de 1993. Na década de 80 criou a Rio Sul.

O primeiro Boeing 747 foi incorporado à frota em Fevereiro de 1981 (prefixo PP-VNA) na gestão do Presidente Hélio Smidt, o primeiro Boeing 767, modelo -200 (prefixo PP-VNL) em 1986, inicialmente entregues à empresa aérea norueguesa Braathens (posteriormente em 1987 receberia os seus próprios 767 na versão -200ER e novos de fábrica) e os dois primeiros McDonnell Douglas MD-11 em 1991 (PP-VOP e PP-VOQ), seguido pelo primeiro Boeing 747-400 (prefixo PP-VPI), no mesmo ano. Os únicos aviões da fabricante européia Airbus operados pela VARIG foram 2 Airbus A300 (PP-VND e PP-VNE), tendo a subsidiária Cruzeiro do Sul operado com outras duas aeronaves idênticas (PP-CLA e PP-CLB).

Na década de 90, comprou a Nordeste Linhas Aéreas. Em 1996 mudou a identidade visual. Em 1997 a VARIG entrou para a Star Alliance, a maior aliança de empresas aéreas do mundo.

A década de 90 marcou também o inicio da crise financeira que fez com que a empresa deixasse de voar para vários destinos no exterior e no Brasil e devolvesse mais de cinquenta aeronaves.

Nos anos 2000, criou a VARIG LOG, recebeu, no final de 2001, o primeiro Boeing 777 (prefixo PP-VRA, batizado como Otto Meyer). Fundiu as operações com as suas subsidiárias Rio Sul e Nordeste.

Vendeu a VARIG LOG e a VEM (VARIG Engenharia e Manutenção).

Em 2006 foi vendida para a VOLO e em 2007 para a Gol Transportes Aéreos.

A VARIG nasceu em 7 de maio de 1927, em Porto Alegre, pelo imigrante alemão Otto Ernst Meyer. É a companhia aérea mais antiga do Brasil, e é uma das mais antigas do mundo.

Na década de 1960, comprou a Real Aerovias e a Cruzeiro do Sul e herdou aeronaves e as rotas da Panair do Brasil para a Europa, e passou a ser a maior do Brasil e da América Latina.

Na década de 1980, criou a Rio Sul, e na década de 1990, comprou a Nordeste e entrou para a Star Alliance. Esta época marcou também o inicio da crise financeira que culminou em sua venda para a Gol Transportes Aéreos, em março de 2007.

Sua primeira aeronave foi uma hidroavião Dornier Do J Wal, apelidado de Atlântico, de nove passageiros, considerado um dos mais modernos de sua época, que fez seu vôo de estréia de Porto Alegre a Rio Grande, no mesmo estado.

No início operava hidroaviões (além do Dornier Do J, conta com o Dornier Do-B Merkur) a partir da Ilha Grande dos Marinheiros, no Rio Guaíba, operando principalmente na região sul e sudeste do Brasil.

Em 1932 comprou seu primeiro avião com trem de pouso, um Junkers A-50 Junior e depois o Junkers F.13, iniciando suas operações em Porto Alegre, no terreno que daria origem ao Aeroporto Internacional Salgado Filho.

Seu primeiro colaborador, Rubem Berta, tornou-se o presidente da empresa e guiou a Varig para tempos de grande expansão, quando ela absorveu o Consórcio Real-Aerovias e herdou as linhas européias da Panair do Brasil, então a maior companhia aérea do país, fechada por decreto do governo militar. Ele permaneceu no cargo até seu falecimento, em 1966.

Sua primeira rota internacional foi para Montevidéu, iniciada em 5 de agosto de 1942. O primeiro vôo regular para os Estados Unidos foi em 1955, tendo Nova Iorque como destino, nas asas do Super G Constellation, encomendado especialmente para esta rota.

Em 1959, o Constellation foi substituído pelo primeiro jato da frota, o Sud Aviation Caravelle. No ano seguinte, entrou em operação na VARIG o primeiro Boeing 707 (prefixo PP-VJA).

Em 1961, com a incorporação do Consórcio Real Aerovias, a VARIG ganhou novas rotas e novas aeronaves, como o Convair 990 Coronado. Em 1962, chegou o primeiro dos 14 Lockheed L-188 Electra, que se tornaram famosos na Ponte Aérea Rio-São Paulo.

O primeiro Lockheed L-188A Electra II operado pela VARIG, de prefixo PP-VJM, encontra-se hoje no Museu Aeroespacial do Campo dos Afonsos no Rio de Janeiro.

Os vôos para a Europa começaram em fevereiro de 1965 quando o governo militar resolveu desativar a Panair do Brasil. Em 1968, a Varig inaugurou sua linha para o Japão. Em 1974 a VARIG recebeu o primeiro dos 12 Douglas DC-10-30 que operou (prefixo PP-VMA) e o primeiro Boeing 737-200.

Em junho de 1975 assumiu o controle acionário da Cruzeiro do Sul, que foi completamente integrada a VARIG em janeiro de 1993. Na década de 80 criou a Rio Sul.

O primeiro Boeing 747 foi incorporado à frota em Fevereiro de 1981 (prefixo PP-VNA) na gestão do Presidente Hélio Smidt, o primeiro Boeing 767, modelo -200 (prefixo PP-VNL) em 1986, inicialmente entregues à empresa aérea norueguesa Braathens (posteriormente em 1987 receberia os seus próprios 767 na versão -200ER e novos de fábrica) e os dois primeiros McDonnell Douglas MD-11 em 1991 (PP-VOP e PP-VOQ), seguido pelo primeiro Boeing 747-400 (prefixo PP-VPI), no mesmo ano. Os únicos aviões da fabricante européia Airbus operados pela VARIG foram 2 Airbus A300 (PP-VND e PP-VNE), tendo a subsidiária Cruzeiro do Sul operado com outras duas aeronaves idênticas (PP-CLA e PP-CLB).

Na década de 90, comprou a Nordeste Linhas Aéreas. Em 1996 mudou a identidade visual. Em 1997 a VARIG entrou para a Star Alliance, a maior aliança de empresas aéreas do mundo.

A década de 90 marcou também o inicio da crise financeira que fez com que a empresa deixasse de voar para vários destinos no exterior e no Brasil e devolvesse mais de cinquenta aeronaves.

Nos anos 2000, criou a VARIG LOG, recebeu, no final de 2001, o primeiro Boeing 777 (prefixo PP-VRA, batizado como Otto Meyer). Fundiu as operações com as suas subsidiárias Rio Sul e Nordeste.

Vendeu a VARIG LOG e a VEM (VARIG Engenharia e Manutenção).

Em 2006 foi vendida para a VOLO e em 2007 para a Gol Transportes Aéreos.

A Aeronave...

737-500
Um Boeing 737-500 da LOT Polish Airlines

O modelo 500 foi o último da segunda geração de 737 a ser desenvolvida. Lançado em 1987, entrou em serviço em 1990. Com os modelos 300 e 400 em crescimento, a Boeing ofereceu o 737-500 encurtado às empresas que procuravam uma substituição para seus 737-100 e 737-200.

Este novo modelo incorporava maior alcance, mais economia de combustível e uma cabina de aparência mais moderna que seus antecessores de tamanho similar. Os motores CFM também eram mais silenciosos que os P&W JT8D. O modelo 500 foi oferecido em 20 de maio de 1987 e recebeu 20 pedidos da Braathens SAFE norueguesa (atualmente conhecida como SAS Braathens), 13 da Southwest Airlines, 3 da dinamarquesa Maersk Air (atual Sterling Airlines A/S), e 3 da Euralair (atual Air Horizons) francesa.

Recebeu a certificação da FAA nos EUA em 12 de Fevereiro de 1990 e iniciou serviço ativo com a Southwest Airlines em 24 de Fevereiro de 1990. Medindo apenas 50 cm a mais do que o 737-200, ele provaria ser o substituto ideal para este modelo na segunda geração da família 737. No total, 389 aeronaves foram pedidas e entregues. Destas, 270 foram pedidas antes do primeiro voo comercial, e 119 depois.

Em agosto de 2006 um total de 367 Boeing 737-500 em serviço de linha aérea. Os principais operadores eram: Air Nippon (18), Czech Airlines (15), Lufthansa (29), S7 Airlines (10), SAS Braathens (12), Aerolíneas Argentinas (11), Continental Airlines (63), Southwest Airlines (25) e United Airlines (30). Cerca de 44 outras companhias também operavam o tipo na mesma época, mas em pequenos números.

Bom... Por Hoje é Só... Amanha eu Trarei Mais Desenhos.

Boa Noite!!!

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Boeing 737-800 Continental


Boa Noite A Todos!!! Vamos Retomando As Postagens com Esse Lindissimo 737 da Continental... Agora Vamos Acompanhar Um poquinho da Historia da Aeronave e Da Companhia.

A Continental Airlines, ou somente Continental, é uma companhia aérea dos Estados Unidos. Baseada em Houston, no Texas, a companhia é a 5º maior dos Estados Unidos e uma das maiores do mundo. Membro da SkyTeam que em breve deixará a aliança para juntar-se a Star Alliance.A Continental opera vôos para destinos localizados na América, na Europa, na Ásia e na Oceania.

Para o Brasil, a Continental serve as cidades de São Paulo (GRU), e Rio de Janeiro (GIG), através de dois vôos noturnos, saindo de Houston(Texas) e de Newark (Nova Jérsei). Os vôos de Houston são operados por Boeing 767-400, e os de Newark são operados por Boeing 767-200.

A Aeronave...

O 737-800 era uma versão mais longa do 737-700, substituindo diretamente o 737-400. O modelo 800 foi lançado pela Hapag-Lloyd Flug (atualmente Hapagfly) alemã em 1994, entrando em serviço em 1998.

Uma versão executiva é oferecida pela Boeing como BBJ2, e o 737-800ERX ("Extended Range") é disponível como uma versão militar para o programa MMA (Multi-mission Maritime Aircraft – Aeronave de Múltiplo Emprego Marítimo) para a Marinha dos EUA, também há uma versão para pistas pequenas como a do aeroporto santos dumont o 737-800 SFP (Short Field Performance)

Para diversas companhias aéreas, o modelo 800 substituiu os veneráveis trijatos Boeing 727-200, que dispunham de uma capacidade de passageiros similar.

O 737-800 tem capacidade para 162 passageiros em uma configuração de 2 classes, ou 189 em classe única. Possui um alcance de 5670 km (3060 milhas náuticas) e é equipado com motores CFMI CFM 56-7.

Seu equivalente direto da Airbus é o modelo A320.

Bom... Por Hoje é só!!! Amanha eu Trarei Mais Novidades...

Boa Noite